Notícias do Sindimoc

Mais um arrastão na Região Metropolitana assusta trabalhadores e usuários do transporte

Curitiba, 07 de agosto de 2017 | 18h00

Imprimir   Enviar por e-mail

Arrastões diários assustam motoristas, cobradores e usuários do transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana. A falta de segurança e o medo pela vida virou atividade diária.

Na manhã desta segunda-feira (07), dois homens armados invadiram um ônibus da Linha Eucaliptos, na Rua José Licério de Brito, em Colombo, região metropolitana de Curitiba.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pelos passageiros por volta das 5h. Os ladrões levaram celulares e dinheiro dos usuários e trabalhadores. A Delegacia de Colombo agora investiga o caso.

No sábado, outro arrastão

Neste sábado (05), um motorista ficou ferido após uma arrastão em um ônibus entre Pinhais e Piraquara, na Rodovia João Leopoldo Jacomel.

Depois de roubarem todos os passageiros, os dois criminosos ainda golpearam – de raspão, o motorista, Pedro Cícero, 39 anos, que não havia esboçado reação alguma. Pedro não quer mais trabalhar à noite, por conta dos mais de 50 assaltos durante os quinze anos que exerce a profissão no transporte público coletivo.

Casos de arrastões disparam

Os casos de violência dentro de ônibus e terminais de Curitiba e região estão cada vez mais frequentes e estão prolongando cada vez a sensação de insegurança. No dia 22 de julho, nosso amigo Edmilton José de Melo foi morto a tiros durante um arrastão em um ônibus em Colombo.

Em 27 de julho, um cobrador foi baleado na estação-tubo Antônio Cavalheiros. E em 3 de agosto, um suspeito de tentar assaltar um ônibus em Curitiba ficou ferido após uma troca de tiros com um policial militar de folga.

Comitê de Segurança no Transporte

Diante destes e de outros casos, foi criado um Comitê de Segurança no Transporte, com a participação de membros do Sindimoc,  Comec, Urbs, Polícia Militar, Polícia Civil, Setransp, Secretaria Municipal de Defesa Social e Metrocard. O grupo já se reuniu duas vezes, discutindo as novas medidas de segurança a serem implantadas no transporte coletivo de Curitiba e Região Metropolitana.

Na última reunião, Urbs, Comec e Governo do Estado apresentaram o andamento do estudo de viabilidade para instalação de câmeras de segurança nos veículos, discutindo as questões técnicas como número de câmeras e forma de monitoramento.

 
Compartilhe esta notícia
   
 

Comente esta notícia

Nome

E-mail

Empresa

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 600 caracteres) | Restam: