Notícias do Sindimoc

Motoristas e cobradores usam preto. Todos de luto, por mais segurança!

Curitiba, 26 de setembro de 2017 | 10h59

Imprimir   Enviar por e-mail

Motoristas e cobradores estão DE LUTO! Nesta última semana do Setembro de Luto, vamos usar todos os dias, camiseta preta como uniforme de trabalho. Chega de violência e morte no transporte coletivo!

As três reivindicações da categoria são pela instalação das câmeras com monitoramento 24 horas e integrada aos órgãos de segurança pública, criação da Delegacia Especializada em Crimes no Transporte Coletivo e mais apoio da Guarda Municipal, com mais viaturas dedicadas exclusivamente ao patrulhamento do transporte coletivo.

O Setembro de Luto, que teve paralisações de uma hora nos dias 4, 5 e 11, assembleias nas garagens nos dias 4, 5, 6 e 11, panfletagem nos terminais nos dias  12, 13, 14 e 15 e o ato na Rui Barbosa e caminhada pela XV de Novembro no dia 20 de setembro.

Casos de violência se multiplicam

Nesta terça-feira (26), mais um arrastão, por volta de 7h, na linha Ouro Verde, na rua João Golim. O ônibus tinha acabado de sair do ponto final e ia em direção ao Terminal de Santa Felicidade. Os assaltantes agrediram um senhor e roubaram pertences de todos os passageiros, além de manterem o motorista com uma faca de açougue na barriga. A Polícia Militar (PM) conseguiu prender os assaltantes.

Ainda no sábado (23), tivemos a grave situação que resultou em seis pessoas baleadas e a morte da jovem passageira Larissa Morgana Ferreira, no município de Campo Magro, na região metropolitana de Curitiba. 
 
Diariamente vivemos o MEDO. A situação no transporte coletivo está insustentável!
 
Se os ônibus tivesse câmeras de segurança com monitoramento 24 horas e integração aos órgãos de segurança pública, como é exigido pela categoria, as ações subsequentes para prender os assaltantes seriam facilitadas e, talvez, os crimes nem tivesse ocorrido. 

 

Galeria de imagens da notícia

Compartilhe esta notícia
   
 

Comente esta notícia

Nome

E-mail

Empresa

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 600 caracteres) | Restam: