Notícias do Sindimoc

Imagem

Mais um arrastão bota terror em trabalhadores e passageiros da linha Solitude

Curitiba, 24 de janeiro de 2018 | 12h06

Imprimir   Enviar por e-mail

Uma dupla armada invadiu, por volta das 21h de terça-feira (23), um ônibus da linha Solitude, em Curitiba.

 

Os assaltantes fizeram uma limpa nos passageiros e nos trabalhadores, em um ambiente de terror.

O assalto ocorreu próximo a fábrica da Coca-Cola, quando as vítimas receberam voz de assalto de dois passageiros que tinham embarcado minutos antes, na BR-277.

Após levar carteira com documentos, dinheiro e telefones celulares dos passageiros e trabalhadores, a dupla fugiu.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas eles não foram encontrados.

A linha Solitude sai da Praça Carlos Gomes e segue até o Parque do Pedaleiro, no Cajuru.

“Esta é mais uma situação em que as câmeras de segurança poderiam ter coibido a ação dos assaltantes”, afirma o diretor de segurança Dario Pereira.

 

Segurança foi a principal pauta do Sindimoc em 2017, e será também em 2018!

O Sindimoc vem intensificando as ações por mais segurança dentro dos ônibus de Curitiba e Região Metropolitana no último ano. A onda de arrastões e violência que tem tomado proporções absurdas levou o sindicato a dar início a campanha Filmadora Já, em julho, após a morte do motorista Edmilton.

A campanha levantou as três principais demandas do Sindimoc para mais segurança aos motoristas, cobradores e usuários do transporte coletivo: a  instalação de câmeras de segurança nos coletivos, mais apoio da Guarda Municipal e a criação da Delegacia Especializada em Crimes do Transporte Coletivo.

Após diversas paralisações e protestos, conseguimos a criação do Comitê de Segurança no Transporte Coletivo, unindo forças entre Sindimoc, Comec, Urbs, Polícia Militar, Polícia Civil, Setransp, Secretaria Municipal de Defesa Social e Metrocard, onde foi dado o passo inicial para o principal pedido dos trabalhadores e usuários do transporte coletivo: a instalação de câmeras de segurança.

Após discussões e deliberações, estudos para implementação das câmeras começaram pela Comec.

Mas com o número crescente de arrastões, motoristas e cobradores se mobilizaram ao longo do mês de setembro, na campanha Setembro de Luto, utilizando camiseta preta como forma de protesto e organizando um grande ato no dia 20, com marcha fúnebre ao longo da rua XV de Novembro.

Logo na semana seguinte, o Sindimoc participou de reunião na Secretaria de Segurança Pública do Paraná, onde foram discutidas as medidas a serem implementadas, e representantes da segurança de todos os lados assumiram e reiteraram a importância do monitoramento online e 24 horas, mostrando como a agilidade é fundamental para o bom trabalho da polícia e deixando claro que o foco dos assaltantes tem sido os celulares e demais pertences dos passageiros e trabalhadores, e não o caixa do cobrador.

 

Para Anderson Teixeira, presidente do Sindimoc, 2018 será um ano de intensificação da luta e concretização dos pedidos dos trabalhadores. "A segurança vai continuar sendo uma de nossas maiores lutas. Nós, motoristas e cobradores, estamos cansados de sentir medo. Apenas queremos sair de casa com a certeza de que vamos voltar para nossa família. O Sindimoc vai seguir firme na luta por mais segurança", afirma.

 

Galeria de imagens da notícia

Compartilhe esta notícia
   
 

Comente esta notícia

Nome

E-mail

Empresa

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 600 caracteres) | Restam: