Notícias do Sindimoc

Imagem

Com casa cheia em todas as reuniões, Assembleia aprova novo modelo de custeio do Sindimoc

Curitiba, 10 de maio de 2019 | 14h58

Imprimir   Enviar por e-mail

Fim da Fundo Assistencial e da Contribuição Sindical obrigou motoristas e cobradores a remodelarem a estrutura financeira da sua entidade sindical

Com casa cheia em todas as reuniões, Assembleia de motoristas e cobradores no Sindimoc nessa semana definiu novo modelo de custeio sindical da entidade. A mobilização ocorreu em encontros no Sindimoc nos dias 7, 8 e 9, às 9h30 e às 15h00. Dada a importância do assunto, a diretoria optou por uma assembleia em 3 dias e 2 horários diferentes, de modo a permitir que todos participassem.   

O presidente Anderson Teixeira presidiu todas as reuniões e explicou pessoalmente a situação da entidade e os desafios que se colocaram para todos nós com o corte das receitas. Em todos os encontros dialogou com todos os presentes, esclareceu dúvidas, abriu palavra para posicionamentos e ideias. 

“Temos um montante a ser coberto, os custos de toda a operação da entidade, com peso bem maior para a nossa estrutura de saúde, na qual temos milhares de exames e consultas, em dezenas de especialidades, todos os meses. Com o fim do Fundo Assistencial, a única maneira de viabilizar a continuidade disso, com a mesma qualidade e quantidade que temos hoje, é redesenhando o nosso modelo de custeio”, explicou Anderson.  A assembleia também aprovou a proposta de dar total prioridade para os serviços de saúde do Sindimoc e possivelmente cortar outros serviços, como academia, para reduzir o custo da operação do Sindicato e, por consequência, o valor da mensalidade.

Parcerias para reduzir custos
Depois de toda a explanação, foram realizadas votações, tendo sido tomadas as mesmas definições em todas as seis reuniões. Uma das votações da assembleia autorizou o Sindimoc a buscar fechar parcerias com outras entidades associativas e sindicais no sentido de angariar receitas que permitam a redução da mensalidade – nisso entram, por exemplo, ideias como locação de campo de futebol da chácara e outras iniciativas desse tipo que possam vir a ser desenvolvidas. Também foi aprovada a ideia 

Novo modelo de mensalidade
Em outra votação, os motoristas e cobradores decidiram alterar o modelo da mensalidade. Hoje, ela é cobrada com valor único para cada associado e dependentes. No novo modelo de custeio sindical aprovado, o valor passa a ser variável. Tem um valor fixo para sócio titular e é acrescentado um valor a cada dependente incluído. Esse modelo de custeio foi aprovado em todas as reuniões da Assembleia. A categoria preferiu essa opção em vez de “valor único igual para todos”, desconsiderando número de dependentes.

Compartilhe esta notícia
   
 

Comente esta notícia

Nome

E-mail

Empresa

Digite o código ao lado

código captcha

Comentário (máximo 600 caracteres) | Restam: